Pessoas a ler

Há silencio no fundo do mar...

E tão linda a forma como falas, com a boca fechada, num silencio que enlouquece o mundo.
Neste paradoxal silencio que ruge para mim, e que ninguem  percebe,
simplesmente porque não te encaram nos olhos, e não ouvem a tua alma.
O amor que trespassa o tempo e o espaço. e que estando longe me abraça como se fossem os teus braços
num murmúrio silencioso que me deita de noite, aconchega a alma e me faz querer mais um pouco.
Um pouco mais de "amo-te" só para mim, num momento de egoísmo extremo, em que o mundo pára, e eu, sim eu, sou o centro de tudo... Em que o Sol nasce para mim, a chuva cai por mim e o vento sopra comigo.
Num momento em que o chão desliza nos meus pés e o mar dança comigo, e os pássaros voam para me fazerem feliz. Tão pequena a palavra e ao mesmo tempo tão grande, tão enorme, tão MEGA,

tão "para mim".

PÁRA...

Não me massacres mais peço-te, se não me queres dar tudo isto para sempre, afasta de mim este sentimento que como uma droga percorre todo o meu corpo, quebra todas as seguranças, todas as certezas, todo o desejo.
Leva para bem longe este sentimento, toma-o para ti, atira-o no mar, fecha-o num cofre e esconde-o na mais profunda caverna, mas leva-o.

PEÇO-TE

LEVA-O.
LEVa-o
leva-o..
de mim....

4 comentários:

ac disse...

Boas palavras !
Vou seguir *

Anónimo disse...

parvo é aquele que deixa fugir o teu sentimento

Daniela disse...

Gostei tanto. :)

Anónimo disse...

Muito bom :)